sexta-feira, 29 de abril de 2016

Como surgiu o pênalti no futebol?

Considerado uma sanção máxima aplicada contra uma equipe de futebol, em jogo, por uma falta cometida na grande área, o pênalti foi uma ideia do goleiro irlandês William McCrum, em 1891, em resposta à prática generalizada de faltas deliberadas impedindo chances claras de gol.

A proposta foi inicialmente impopular, porém, ganhou força após um jogo da Copa da Inglaterra, em 1891, entre Notts County e Stoke City. O Notts vencia por 1 a 0 quando um dos seus defensores colocou a mão na bola em cima da linha do gol para evitar o empate do Stoke. Na cobrança da infração, um tiro indireto dentro da grande área, todo o time do Notts  ficou na frente da bola, impedindo a vantagem do Stoke.

William McCrum

A partir deste momento, McCrum, que na época era membro da Associação Irlandesa de Futebol, sugeriu à International Board, órgão que regulamenta as regras, a inclusão de uma nova regra no futebol: Em caso de infração dentro da grande área, um chute em pequena distância com participação unicamente do batedor e do goleiro adversário. Nascia assim a penalidade máxima, aprovada como número 13 nas Leis do Jogo.

O curioso é que, no inicio, alguns clubes resolveram boicotar a decisão. Goleiros ficavam encostados na trave, enquanto jogadores chutavam a bola para fora de propósito, resistindo contra a falta de “cavalheirismo” de bater um pênalti.

Fato é que a primeira cobrança aconteceu em 22 de agosto de 1891, anotada por Alex McCall, do Renton. Já a decisão por disputas de pênaltis foi inventada pelo árbitro alemão Karl Ward, na extinta Copa Watney, em 1970.

Nenhum comentário:

Postar um comentário